Resenha – Livro – A Menina que Roubava Livros

Oi pessoal,
Hoje vim fazer um review diferenciado de um dos meus livros preferidos: A menina que roubava livros do Markus Zusak de 2005.
ameninaqueroubavalivros

Sinopse By Bia

Um livro que conta mais uma história que aconteceu na época da segunda Guerra Mundial. Tem o foco em uma menina de 10 anos, Liesei e, nos trás uma visão de uma criança mesmo, mas e narrado por ninguém mais ninguém menos que, a morte (isso é incrível e, até então inédito para mim). O filme fala de amizade, de Guerra, de inocência, de morte, de roubos (ela realmente rouba um bocado no decorrer do livro) e tem um final bem interessante.  Além disso, o livro tem muitas cenas inusitadas e inesperadas durante a vida dela, seus amigos e parentes. Essa obra é um presente para os leitores amantes de histórias com pano de fundo real mas presentes no imaginável.

Porque vale a pena

Eu sei que você provavelmente viu o filme e não o amou, mas… O livro, ah o livro… Ele tinha tudo para ser até mesmo piegas ou aquele sentimento de já li isso antes, mas o autor é bom demais para permitir que essa ideia se torne realidade.
Deliciei-me literalmente lendo-o. Zasak, até que para um cara novo (40 anos), é um escritor australiano de extrema qualidade. Parênteses: Foco na nacionalidade da pessoa, viram que não existe apenas o Hillsong de bom na Austrália? “Zueiras” a parte, o cara é fera demais. Eu pude ter meus sentidos todos absorvidos e transportados para a Alemanha de Hitler, mesmo em uma cidade fictícia criada pelo autor, onde até o cheiro do barro nas botas do “papai de Liesei” pude sentir. A dor sem ser compreendida, os ricos, os pobres, nós… O resgate do amor e da simplicidade me abateu como uma bigorna de desenho animado com direito a todos os passarinhos em torno da cabeça. Vale demais gastar-se um pouco com algumas horas dedicadas a leitura dessa obra, eu mesma precisei de pouco mais que 10, divididas em 4 dias entorpecentes. Por favor, leia: Vende aqui.

Além da História

Tirei algumas coisas do livro, uma é na verdade um belo clichê, mas… Por favor, não desista de permanecer naquilo que crê, mesmo que todos digam que é impossível. Trabalhe com o palpável, mas creia no milagre.
Pleaseeeee, SONHE, SONHE e SONHE mais.
Deseje coisas, pessoas, lugares, enfim deseje ter, ser, fazer. O sonho é aquele que te tira o sono, o fôlego, que faz seu coração bater acelerado, que é um dos bons motivos que te leva a planejar, que envolve a vontade do Pai. Sonhe. Delicie-se.
O nosso paraíso, mais bonito que Bonito, ou a Praia do Rosa aqui no sul, ou até mesmo as ilhas Maldivas, é o colo do nosso Pai, é a eternidade. Delicie-se.
Ame, importe-se com o outro. Presenteie alguém que você não conhece, mesmo que com um bilhete, se for do seu coração é a maior preciosidade do mundo.

Envolva-se!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s